segunda-feira, 2 de março de 2009

Lina Medina - A Mãe Mais Jovem da História



Lina Medina é a mais jovem mãe confirmada na história da medicina. Nasceu em 27 de setembro de 1933 em Antacancha, Peru.

Seu pai, Tiburcio Medina, notou que Lina - uma de seus nove filhos - estava com um grande inchaço abdominal e, ante às crendices de seus vizinhos, que diziam que tinha uma cobra maligna dentro e culpavam a Apu, o espírito dos Andes, levou-a aos curandeiros da aldeia. Estes disseram que se tratava de um tumor e o aconselharam a levá-la até Pisco, a cidade mais próxima.

Certo de que a pequena Lina Medina tinha um tumor abdominal, o médico Gerardo Lozada a examinou e ficou espantado quando descobriu que ela estava grávida de oito meses! Dr. Geraldo atendeu-a e levou-a para Lima, a capital, onde outros especialistas diagnosticaram que Lina estava realmente grávida. Engravidou com a idade de quatro anos e oito meses.

Um mês e meio depois, em 14 de maio de 1939, ela deu à luz a um menino através de cesárea, que foi necessária devido à pequena pélvis da menina. A cirurgia foi efetuada pelo próprio Dr. Geraldo e Dr. Busalleu, com anestesia realizada pelo Dr. Colretta. O seu caso foi relatado em detalhes pelo Dr. Edmundo Escomel para La Presse Medicale, junto com detalhes adicionais de que sua primeira menstruação havia ocorrido quando ela tinha apenas 8 meses de vida e que ela teve desenvolvimento prematuro dos seios aos quatro anos de idade. Quando completou cinco anos já apresentava alargamento da pélvis e maturação avançada dos ossos.



Seu filho nasceu com 2,7 kg e recebeu o nome Geraldo, em homenagem ao seu médico. O menino foi criado acreditando que Lina seria sua irmã, mas descobriu a verdade quando tinha dez anos de idade. Ele cresceu saudável, mas morreu em 1979 aos 40 anos de uma doença óssea


Os avôs recusaram uma oferta de viajar para ser exibidos na Feira Mundial de Nova York (com despesas pagas e 4000 dólares por mês). Mas aceitaram outra oferta de 5000 dólares de um empresário americano para que mãe e filho viajassem para ser pesquisados por cientistas dos EUA (a proposta incluía um fundo que garantiria seu bem-estar pelo resto da vida). Mas o governo peruano decretou que Lina e seu filho estavam em "perigo moral" e decidiu criar uma comissão especial para protegê-la. Em poucos meses abandonaram o caso e Lina nunca recebeu um centavo.

Não se sabe quem foi o pai do menino, ela nunca falou. O pai de Lina, Tiburcio, esteve preso vários dias como suspeito da violação. Quando foi liberado, as suspeitas recaíram sobre um dos irmãos de Lina que é "excepcional". No Peru a crendice popular espalhou que Lina era uma espécie de Virgem Maria, que tinha concebido sem pecado original, por obra e graça do Espírito Santo e ainda hoje o povo de Antacancha crê que Gerardo era filho do deus Sol.

Aos 33 anos, Lina se casou com Raúl Jurado, e aos 39 anos (em 1972) teve outro filho, que emigrou para o México. Hoje vive em um bairro pobre em Lima conhecido como Chicago Chico (Pequena Chicago). Ela recusou-se de dar entrevista à Reuters em 2002.

7 Digite aqui sua babaquice pessoal!:

Anônimo disse...

essa historia realmente e uma historia empressionante muito mesmo

Anônimo disse...

Quem é o pai?

Luana disse...

Essa história é facinante!!!

Bakuzen disse...

mesnstruava com oito meses e engravidou 4 anos depois? Isso tudo foi real ou foi inventado?
se isso realmente aconteceu ela deve ter sido gerada na barriga da mae dela durante uns 10 anos ne.. huaahuahau xD

Anônimo disse...

Foi aos dois anos e oito meses que ela começou a menstruar,e então com cinco anos, sete meses e 21 dias de idade, deu a luz.Esta informação sobre quando ela menstruo está errada!!!

Anônimo disse...

Uau.....MY God
´impressionante tamanha impossibilidade das coisas acontecerem neste mundo....realmente tudo é possível para quem acredita.

Anônimo disse...

eu achei muito enteressante porque ela gerou uma vida dentro dela e nem siquer contou que é o ( pai da criança) isso é muito estranho pode a ter sido o pai pois ela não fala o nome ou pode ter sido algum dos ermãos.