quinta-feira, 30 de abril de 2009

Propaganda Comovente

Esta propaganda dispensa comentários:



É uma realidade. Uma dura realidade.

(a tradução não-literal é: algumas crianças prefeririam que seus pais fossem animais)

Gripe do Frango, ops... Suína!

- E esse papo de Gripe do Frango, hein rapaz?!

- Que frango, Cabeção! Agora é a Gripe Suína!

- Ah, é... que seja! O que tu tá fazendo pra prevenir o contágio?

- Cara... tô andando com um porrete no carro!

- Como assim?

- Seguinte: Assim que alguém chegar espirrando do meu lado, tasco logo a porretada!

- Mas assim tu acaba com o vírus?

- Com o vírus eu não sei, mas que eu mato o porco, mato!

Banalizando: Piadinhas sem a menor graça, sobre temas absurdos e nos momentos mais inoportunos!

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Mais Cenas "Fantásticas" de Lutas do Cinema

Na quarta-feira passada, há exatamente uma semana (sério?!), fiz um post com um vídeo que seria a pior cena de luta de todos os tempos do cinema.

Será que eu estava enganado?



Bom... acho que eu estava mesmo enganado ...



DEFINITIVAMENTE, eu estava enganado!



São muitos vídeos. Se quiser, Cabeção, pode enviar sua bizarrice sugestão.

Banalizando Nostalgia - Internacional


LOU BEGA



David Lubega, conhecido artisticamente como Lou Bega, é filho de mãe italiana (da região da Sicília) e pai ugandense, mas nasceu em Munique, Alemanha, em 1975. Na adolescência mudou-se para Miami e dessa salada multicultural nasceu o style do raparigo, que passou a se interessar por Hip Hop e, posteriormente, já nos EUA, por ritmos latinos, terninhos brancos e cartolas.

Escolheu o Mambo como carro-chefe de suas canções e passou a escrever músicas, até que foi visto pelo produtor musical Goar B, em 1998, que o ajudou a gravar o primeiro single.

No ano seguinte, fechou contrato com a RGB e lançou seu primeiro CD, A Little Bit of Mambo, estourando no mundo inteiro com a dançante Mambo nº 5:



No ano seguinte, tentando registrar o mesmo sucesso do primeiro disco, lançou Ladies and Gentleman, mas não conseguiu emplacar uma música sequer nas paradas.

Fez algumas participações em discos de outros artistas sem muita expressão e lançou mais um disco em 2005, intitulado Lounatic. O resultado você deduz, queridão.


Não consegui achar nada que confirme que ele tenha continuado ou encerrado a carreira. O site oficial do cantor tem a agenda cheia de shows, mas todos entre o meio de 2006 e o fim de 2007. É provável que ainda esteja por aí. Vai saber...

terça-feira, 28 de abril de 2009

Banalizando Nostalgia - Nacional

TWISTER




O ano era 1998 e o jovem Sander Mecca, então com 15 anos, fazia covers de Pearl Jam em bares de São Paulo, quando foi descoberto pelo produtor musical Hélio Batista. Convidado a participar do projeto, Sander resolveu, ele próprio, procurar novos integrantes para o(a) grupo/banda que, formada, passou a procurar uma gravadora que investisse na nova empreitada.

Em 2000, com a formação completa, lançaram pela Abril Music o CD Twister, que vendeu 250 mil cópias e teve como carro-chefe o Hit 40 graus:



Em 2001, lançam a versão do CD em espanhol, tentando alcançar o mercado latino e norte-americano. Chegam a abrir um show do N'Sync para 100 mil pessoas, no México. Com o sucesso, porém vieram inúmeros problemas.

Ainda em 2001, o tecladista Luciano resolve deixar a banda. Volta no ano seguinte, mas a gravadora fecha as portas e os demite, frustrando os planos de pré-lançamento do 2º CD. O fim definitivo acontece em 2003, com a prisão do vocalista Sander, por posse ilegal e tráfico de drogas. (aqui e aqui)



Em 2005, tendo Luciano à frente da banda, o Twister retomou as suas atividades, apostando em um som diferente do tocado anteriormente: o Pop Rock. Inexpressivo.

Sander, em liberdade condicional a partir de 2004, formou a banda Methamorfoses, de Rock, e se dedica a dar palestras de motivação e alerta anti-drogas. Dizem que se tornou evangélico, mas não há confirmação.

O ex-baixista da banda,
Leo, segue em carreira solo e lançou CD há pouco tempo. Está tocando com a cantora Thaeme, vencedora da segunda edição do programa Ídolos, do SBT.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

O Destruidor de Melancias

O que pode ser pior do que um Cabeçudo Destruidor de Melancias?



Um Cabeçudo Destruidor de Melancias Insistente!

Bebê (quase) dormindo

Da Série "Vídeos Engraçadinhos que Vemos por Aí"...

Eu sei que é clichê, old, bla bla bla, mas não tem jeito: o riso é inevitável.

sexta-feira, 24 de abril de 2009

BANALIZANDO flagra conversa de Gilmar Mendes (exclusivo!)


Os Ministros Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa (Graaande Joaquim!!!) travaram áspera discussão em uma sessão do Plenário, nesta última quarta-feira. (assista ao vídeo)

Já não é a primeira vez que se desentendem. Em 2007, houve uma outra discussão entre os dois ministros.

O Banalizando flagrou e documentou, com exclusividade, uma conversa entre o Presidente do STF (Superior Tribunal Federal), Gilmar Mendes, e o Senador Renan Calheiros (preste atenção, Cabeção, o papo é entre o Ministro Gilmar e o RENAN CALHEIROS, aquele da Mônica gostosa pra cacete! Carvalho, da absolvição pelo Senado, etc.) :




"O SENADOR, O MINISTRO E O(S) NABO(S)"

GILMAR: Renan, Renan!!! Esse tal de Joaquim tá querendo me f*%#... Quer me enfiar um nabo deste tamanho!


RENAN: Um?! Um não, né?!


RENAN: São dois! Sim, são dois!!!

. . . . .


GILMAR: Mas... como assim? Não é um, apenas?. . . . .


RENAN: Doooiiisss...


RENAN: Já é a segunda vez que vocês discutem e ele sai por cima...


GILMAR: Hum... dois nabos, então...

. . . . .


GILMAR: Pois é, mas a opinião pública é totalmente favorável a ele!


RENAN: Mas eu estou a seu favor, chuchu!


GILMAR: Que bom...


GILMAR:
Vai ser nabo pequenininho, né?!


RENAN: Vai sim... vai sim.


RENAN: Se lembra de quando o povo todo queria cortar minha cabeça? Pois é... o tempo passou, nada aconteceu e estamos todos bem, graças ao nosso Paizão! Se eu fui absolvido pelo Senado Federal, tu não seria pelo "Povo Brasileiro"?


. . . . .

. . . . .

. . . . .


GILMAR: Grande ideia, camarada Renan!

. . . . .


BANALIZANDO: F I M ! ! !




GILMAR: Calma aí, camarada Banalizando! Ainda não! Ainda nããão!!!



GILMAR: Ainda tenho um recadinho para o Excelentíssimo Senhor Joaquim Barbosa e a todo o povo brasileiro:







BANALIZANDO: Acho melhor encerrarmos esta Sessão por hoje.


Obs: Os fatos relatados na "historinha" são fantasiosos. O descaso e a banalização dos nossos poderes, não.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Bispo Edir Macedo e a Humilde Contribuição


O Bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, fez um post em seu blog, nesta terça-feira, começando com a seguinte frase: "Gostaria de dividir com os internautas da Arcauniversal e, especialmente, do meu blog, um assunto extremamente sério".

Não sei a vocês, mas a mim soou como um prenúncio de que boa coisa não era. Acertei.

No post, em formato quase que de carta-desabafo, O Bispo relata a dificuldade em manter sua equipe online, "composta de 20 profissionais entre jornalistas, programadores e web designers", fala de Data-Center, projetos hospedados em seus servidores, além de explicitar os demais gastos:

"- Hospedagem de Servidores
- Salário dos Funcionários
- Serviço de Imagens
- Luz/Água/Telefone + Gastos Administrativos"



Pescou, Cabeção?


Sim, provavelmente você acertou.

Só um adendo: O Banalizando vai chamá-lo sempre de "O Bispo", não por falta de adjetivos, mas para evitar constrangimentos mesmo.

Pois bem... O Bispo, em toda a sua pilantragem, picaretagem e adjacências humildade e grandeza, pede grana, grana e mais grana modestas contribuições para a manutenção de seus endereços online, alegando que o custo mensal é de R$107.622,00 (CENTO E SETE MIL, SEISCENTOS E VINTE E DOIS REAIS e nem um centavo a menos)!!!

O Bispo termina o post da seguinte forma: "Se o Espírito Santo lhe tocar para nos ajudar a carregar essa responsabilidade, então faça sua doação da seguinte forma:" (não, claro que eu não vou postar o link de doações!).

Lembrando que o valor mínimo é de R$20,00.

* * * * *

O que o Banalizando tem a dizer sobre isso?

É isso que O Bispo quer fazer. A diferença é que quem senta é você.

Os piores boxeadores de todos os tempos

Seguindo o post anterior -- e alguns que virão por aí --, o Banalizando resolveu passear pela Net em busca dos piores entre os piores em diversas modalidades (esportivas, culturais, políticas, etc.).

Começando pelo esporte, selecionamos ditatorialmente alguns dos piores vídeos de boxe de todos os tempos:



O PIOR BOXEADOR DO MUNDO

Esse tal Brian Sutherland é, definitivamente, um dos piores lutadores de todos os tempos!

A questão não é o fato de ter perdido a luta, mas sim de estar completamente perdido no ringue. Não consegue encaixar um movimento, não esquiva, não dá socos para frente, enfim... uma gracinha só! Assistam:



Uploadado (isso existe?) do excelente site hermano Mal Gusto.



A PIOR LUTA DO MUNDO

Temos agora o
fantástico, estupendo, intrépido, indomável embate entre The Shadow(O Sombra) versus Insane Zane (Zane Insano)!!!

Reparem na técnica apurada, no controle adequado de respiração, na capacidade de defesa e no auto-controle dos nossos guerreiros... coisa de Insano!




"BOXEADORAS QUE LUTAM COMO UM COELHO"

Não poderíamos deixar a ala feminina de lado e, antes que pensem que o Banalizando é um blog machista, é bom deixar claro que esse título nada mais é do que a tradução literal do nome do vídeo, o que explica o uso das aspas.


Mas que parece, parece...

O PERSISTENTE

E para fechar o post com chave de merda, eis que surge um boxeador que, não contente com a surra que já havia tomado, resolve levantar e partir para cima, tentando desferir o punch final.

O resultado:


quarta-feira, 22 de abril de 2009

A Pior Cena de Luta de Todos os Tempos

Respondam após assistirem ao vídeo:




Existe algum filme na Terra que tenha uma cena de luta mais tosca que essa?

Banalizando Nostalgia - Nacional

Com vocês, Rosana.


ROSANA


Filha de músicos, Rosana (1968 - ) iniciou sua carreira cantando em bares da cidade de São Paulo na banda de Rock do pai, Casanova's, aos 13 anos de idade.

Escolheu a música como profissão por influência do pai, Sr. Aldo, e por ter sido muito fortemente influenciada por Elis Regina na adolescência. Em 1986, com a música Nem um Toque, consegue espaço na TV Globo, entrando para a trilha sonora da novela Roda de Fogo.

Após fechar contrato com a CBS/Sony Music, lança, no ano seguinte, o seu maior Hit disparado: O Amor e o Poder, tema de Vera Fisher na novela Mandala.



Versão ao vivo recente

O disco Coração Selvagem, da música acima, vendeu mais de 1 milhão de cópias e rendeu muitos troféus e homenagens à cantora. Na década de 90, passou a se dedicar a releituras de clássicos da MPB, chegou a lançar um disco de Dance Music e fez algumas participações em programas de televisão atuando, como Você Decide.

(antes e depois da mudança de sexo das plásticas)

Continua cantando por diversas cidades do Brasil e exterior (principalmente América Latina). Em 2006, recebeu uma homenagem pelo grande Hit da carreira, regravação da música The Love and the Power, da cantora Jennifer Rush.

Banalizando Nostalgia - Internacional

Após um breve período de hibernação descanso, o Banalizando volta à ativa!

Já que ontem foi feriado e eu NÃO TRABALHO EM FERIADOS!, teremos dois posts do Banalizando Nostalgia, um internacional e outro nacional. Primeiro o Internacional:


NENA




A banda alemã, comandada pela cantora e atriz Gabriele Susanne Kerner, lançou seu primeiro single, "Nur geträumt" ( "Apenas sonhou"), em 1982. Rapidamente conquistaram sucesso na Alemanha passaram a ser convidados para diversos programas de rádio e TV do país. O nome da banda vem do apelido da vocalista, em alusão à palavra espanhola "niña", que lhe foi dado em uma viagem de sua família à Espanha, quando ela tinha apenas 3 anos.

A banda é considerada uma das precursoras do New Wave alemão e em 1983, após o lançamento do CD Nena, alcançou sucesso em todo o mundo com o Hit Internacional 99 Luftallons, com uma versão em inglês (99 Redballons) que se tornou número um no Reino Unido e Estados Unidos:




A banda continuou fazendo relativo sucesso na Europa nos anos seguintes, mas não conseguiu repetir o estrondo do Hit de 1983. A Nena acabou em 1987 e, a partir daí, Gabrielle seguiu em carreira-solo, atuando e cantando. Participou de mais de uma dezena de filmes e continua fazendo shows em diversos lugares do mundo.

Em 2002, lançou o CD Nena feat. Nena, com uma regravação de seu maior sucesso, 99 Luftballons, que completava 20 anos de lançamento. A nova versão é completamente diferente da primeira, e em nada lembra o New Wave oitentista. É mais fácil ser confundida com Avril Lavigne ou algo do tipo. Veja o clipe da nova versão.

domingo, 19 de abril de 2009

Da série: Coisas que só os japas manjam...

Responda rápido: O que garrafas, carrinhos de controle remoto, nerds japas e o Mario (que Mario?) têm em comum?

Esse vídeo mostra o quão tênue é a linha que separa isso tudo.


Quero ver alguém fazer isso com uma música do Slayer...

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Lula no South Park

No episódio Pinewood Derby, do desenho animado South Park, exibido na noite desta quarta-feira, os personagens recebem a visita de seres extra-terrestres, vindos de uma nave-espacial.

Para essa empreitada -- a recepção aos ETs -- eles contam com a ajuda de grandes líderes mundiais, como Gordon Brown, primeiro-ministro inglês; Angela Merkel, chanceler alemã; e "O Cara" (na opinião de Barack Obama), Lula!

"O preffidente não tem falaff (até porque todoff falam inglêff), maff deixa rexixtrada ffua pontinha de partiffipaffão no deffenho." O presidente não tem falas (até porque todos falam inglês), mas deixa registrada sua pontinha de participação no desenho (traduzido do Lulês)


Textículo / Letra Forte

Textículo para enviar para os amiguinhos de Orkut:
(letra forte pra mandar pros truta da comunidade!)



Conheço o xxx (insira o nome do seu amiguinho/truta) desde os nossos tempos de Febem... altas tretas na parada, a gente acabou formando uma parceria forte até dominarmos o bagulho todo.

Depois veio o corre aqui fora, perdemos um pouco o contato, mas acabamos nos encontrando de novo por um acaso do destino: xxx (insira o nome de uma cadeia próxima)

Loucura, né mano?!

Lá tu me ensinou várias coisas que nenhuma faculdade ensina: a fazer Merla, Maria-Louca e Teresa; a ser respeitado pelos irmãos de carceragem e a mandar sempre um salve pra Deus antes de apagar na cama (de pedra).

Aprendi que amigo é "parceiro"; que problema é "treta"; que mulher é "mina, potranca, cachorra, etc."; que tensão é "chapa-quente!"; que qualquer coisa no mundo é "bagulho"; e mais "uma pá" de coisa (viu só?).

Só quero te dizer que te considero pacas e que tu tá no meu coração, brother! Quer dizer... no meu coração o c%$#, que isso é coisa de biba! Tu tá na minha fita, sangue!

A gente tamos junto, truta! Pode confiar!

Salve!

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Outros Talentos do Britain's Got Talent

Complementando o post de ontem, sobre a grande (sem trocadilho) Susan Boyle, o Banalizando traz pra você mais dois casos de cantores que, apesar de terem chegado sem muita expectativa, surpreenderam e emocionaram plateia e juízes.


Paul Potts




Connie Talbot


quarta-feira, 15 de abril de 2009

A Senhorinha Notável: Susan Boyle


Susan Boyle, uma britânica de 47 anos ( e aparência de 10 a mais), participou do Britain's Got Talent, misto de show de auditório com concurso, semelhante ao Ídolos e Astros do Brasil. Senhorinha de traços, trejeitos e rebolado exóticos, demonstrou, a princípio, ser mais uma daquelas que participariam do programa de encerramento como Pérolas do Ano.

Arrancou olhares desconfiados e risadas debochadas quando disse ter como sonho ser cantora profissional:



O cenário estava perfeito para a sua degradação pública: audiência a mil, plateia esnobe, jurados incrédulos e o nervosismo natural de estar na frente de tantas pessoas. Pois foi nessas condições que Susan Boyle, cantando a difícil I Dreamed a Dream, do musical Los Miserables, fez esta apresentação que o Banalizando te mostra agora:





O resultado não poderia ser outro: estarrecimento, acrescido de uma boa dose de culpa e remorso pelo pré-julgamento (isso se não vierem algumas lágrimas de brinde).



Não foi à toa que o vídeo, postado há quatro dias apenas no Youtube, já atingiu a marca de 5,6 milhões de espectadores, marca maior do que qualquer viral que já tenha sido feito no mundo. Susan se tornou instantaneamente uma celebridade mundial, com pedidos incessantes de fotos, entrevistas e participações em programas de TV, rádio e Internet.

Como acontece com toda celebridade, Susan teve sua vida pessoal explanada, o que nos fez descobrir que a Virgin Susan (segundo o The Sun) tinha complexos de inferioridade, morava com a mãe, não tem filhos, não é casada... aliás, nunca, sequer, foi beijada por um homem!


CONSIDERAÇÕES BANAIS:

1) Talvez você já tenha visto vários blogs falando sobre o caso por aí, e o Banalizando prima, se não pela exclusividade, pelo menos pela originalidade em suas postagens. Mas o assunto merecia essa abordagem, quem manda aqui sou eu!!! e todo o texto foi escrito por mim, Jhonatas.

2) Cheguei a ler alguns posts de pessoas que acharam brega, cafona. Nada contra, cada um com sua opinião. Mas, sinceramente, essas pessoas podem passar a me chamar de Reginaldo Rossi.


UPDATE: Hoje, 16/04, um dia após o post, o número de pessoas que assistiram o vídeo já está em 11.700.393 ! ! !Ou seja: em um dia, mais de 6 milhões de viewers! Impressionante!

Banalizando Nostalgia -- Nacional

VIRGULÓIDES



A Virguloides nasceu em 1996, formada por Henrique Rato (vocal, violão e guitarra), Beto DeMoreaux (baixo e vocais) e Paulinho Jiraya (bateria, vocais, cavaquinho, surdo e pandeiro), em Cidade Dutra, Zona Sul de São Paulo.

No ano seguinte, enviaram uma fita demo para o badalado Produtor Musical Carlos Eduardo Miranda -- sim... o Miranda do Ídolos, Astros, Cometas, etc..., que já revelou O Rappa, Skank, Raimundos e vários outros -- e acabaram impressionando-o. O CD, homônimo da banda, não demorou a sair, e o sucesso foi instantâneo.

O disco vendeu mais de 200 mil cópias e, apesar de ter várias boas músicas, escorou-se num dos maiores Hits daquele ano, que lhes renderam o Prêmio Multishow de Revelação do Ano: Bagulho no Bumba:



O Samba misturado com Rock e as letras cômicas agradavam, e a banda seguia fazendo shows por todo o Brasil. Em 1998, a banda lançou o segundo CD, Só pra quem tem dinheiro?, que não repetiu o mesmo sucesso. Após um tempo sem gravadora, lançaram As Aventuras do Virguloides, em 2000, pela BMG, também inócuo, apesar de terem tocado no Rock in Rio do ano seguinte.

Alegando falta de inspiração, a banda encerrou as atividades algum tempo depois.

terça-feira, 14 de abril de 2009

Fotos Recentes da Ocupação Americana no Afeganistão

Fotos recentes (e impressionantemente bem tiradas) da ocupação americana no Afeganistão:




(clique nas fotos para vê-las bem ampliadas)


Vale a pena conferir todas as fotos clicando aqui.

Banalizando Nostalgia - Internacional

Mais um grande sucesso das antigas:


4 NON BLONDES



A banda foi formada em São Francisco (EUA) no ano de 1989, e tinha como formação a luso-brasileira Linda Perry (vocal), Christa Hillhouse (baixo), Shaunna Hall (guitarra) e Wanda Day (bateria), tendo sido as duas últimas substituídas por Roger Rocha e Dawn Richardson, respectivamente.

As mudanças ocorreram por motivos diferentes: Wanda Day saiu em virtude do alcoolismo e Shaunna Hall por não "estar agradando" ao produtor da banda, David Tickle. Ambas as trocas ocorreram antes do lançamento do primeiro (e único) CD da banda, Bigger, Better, Faster, More!, de 1993, que vendeu mais de 6 milhões de cópias e alçou seu principal hit, What's Up, ao status de uma das melhores músicas dos anos 90.


Versão Acústica:



O grupo se desfez em 1995, assim que Linda Perry resolveu seguir carreira solo. A bela lançou os discos In Flight, de 1996, e After Hours, em 1999. O próximo disco da cantora deve sair esse ano, e já tem a lista de músicas disponível no site da Billboard.

Além disso, Linda se tornou uma respeitada produtora musical, já tendo trabalhado com artistas de renome internacional, como Pink, Cristina Aguilera, Kelly Clarkson, Alicia Keys, dentre outros.




segunda-feira, 13 de abril de 2009

Animação em Stop Motion - A Wolf and a Pig

O Stop Motion é a técnica de animação em que o artista fotografa inúmeros quadros (fotogramas) de determinados objetos, em posições distintas e sequenciais, e depois as reproduz aceleradamente, dando a impressão de que os objetos estão realmente se movendo.

Esse tipo de animação, se bem produzido, pode gerar excelentes vídeos, como este abaixo:



O artista (o japonês Takeuchi Taijin, 25 anos) utilizou mais de 9.000 (!) fotos para a realização deste curta, de 3:55min.

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Da série: Ironias da Vida...


No G1: "Animais recepcionam coelho da páscoa". Bela recepção. Imagina esse urso recebendo o Papai Noel.

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Banalizando Nostalgia - Nacional

Trazendo mais um possante ex-sucesso, o Banalizando entra no ritmo do pagodinho safado Samba com o filho do Zico, do grupo Só no Sapatinho.


SÓ NO SAPATINHO



(Impossível achar foto melhor no google. Pode fazer o teste)

O grupo lançou o seu primeiro CD em 1998 e, graças à fama do Galinho de Quintino, conseguiu, no ano seguinte, fazer parte da trilha sonora da novela das 8, Torre de Babel, como música-tema da vilãzinha-cômica Sandrinha, muito bem interpretada por Adriana Esteves.

Pode parecer birra nossa, mas o que dizer de um grupo de pagode que se chama "Só no Sapatinho", tem como maior hit a música "Só no Sapatinho", cujo refrão é "Só no Sapatinho, ôh, ôh!" ?! Criatividade rules!

Bom... sem mais delongas, com vocês . . .

Ah, vocês já sabem o nome:


(infelizmente, esse foi o melhor vídeo que eu achei... nem no Youtube eles aparecem!)

O grupo aproveitou a onda-pagode que pairava à época (fatídica época...), mas acabou explodindo junto com a Torre de Babel, ou seja, não lançou mais nada com qualquer expressão.

O vocalista Bruno Coimbra ainda tentou se lançar em carreira-solo, também sem expressão alguma. Hoje em dia ele é o presidente do CFZ, clube de seu pai (não do seu, Cabeção, do dele, o Galinho).


Fontes:



Recesso no Blog em virtude do Feriadão! Até segunda!

Max, o BBB9 e o Resto do Mundo

E aí, Cabeção!!!

Acabou de curtir a estupenda, maravilhosa, épica, empolgante vitória do Max no BBB9 e está com remorso por isso?

Não esquente, meu querido! O Banalizando está aqui pra isso, e te mostra agora o que você está perdendo, playboy sem saber ainda:


Assembleia (agora sem acento...) aprova lei que restringe o fumo em São Paulo




Itália: Número de mortos nos terremotos chega a 235 (!)



Felizmente, não há vítimas brasileiras, segundo o Itamaraty (o mesmo que disse que a Paula havia sido atacada por Skin Heads, mas vá lá...)


Banalizando: De Olho (pra não dizer espiando) a alienação alheia!


Post dedicado à minha querida amiga radicada na Itália, Dany (que nada sofreu, e quem me disse não foi o Itamaraty...).