terça-feira, 31 de março de 2009

Banalizando Nostalgia - Internacional (1)


Como post inicial, não poderia deixar de falar de Clássicos (sim, com C maiúsculo) da nossa música mundial que parecem que foram criados do além, por alguma entidade.

Por quê?

Porque o sucesso dos singles é inversamente proporcional ao das bandas que os lançaram! São músicas que explodiram em todo o mundo, são lembradas até hoje, mas nenhuma alma viva nem penada consegue se lembrar de que banda era, quem cantava, qual era a autoria. Sem mais lenga-lenga, vamos a elas:


* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

BERLIN



A banda de new wave Berlin, que apesar do nome é norteamericana, lançou seu primeiro CD em 1980, Information. O sucesso, porém, veio no disco de 1986, Count Three And Pray (Geffen Records), com a trilha sonora de Top Gun (ahn... pescou, né?!) .

Vamos ao Hit Take My Breath Away:



O Hiper-Mega-Master-Hit estourou
em todo o mundo, mas, inexplicavelmente, a banda acabou no ano seguinte, deixando milhões de fãs frustrados por todo o mundo. Terry Nunn, a bela vocalista e líder da banda, assim como os outros integrantes, tocou trabalhos solo. Em 1999, eles se reencontraram e, no ano seguinte, lançaram Berlin Live: Sacred and Profane, aproveitando a onda revival da época.

O último trabalho foi lançado em 2005 e se chama
4play. O grupo continua na ativa, fazendo shows pelos EUA, mas ninguém duvida que fazer outro hit como Take My Breath Away é muito improvável.

Site Oficial

Informações Obtidas no Antena 1


* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *


RIGHT SAID FRED



É uma banda formada em 1989, na Inglaterra, pelos irmãos Richard Fairbrass (da esquerda, vocalista) e Fred Fairbrass (da direita
, elementar, guitarrista), além de Mark Hollins e East Grinstead. O grupo Pop tem esse nome em homenagem a um hit de Bernard Cribbins, em 1962.

O grande sucesso da banda de sexualidade dúbia e letras quentes se chama
I'm too Sexy:



O
Right Said Fred nunca mais conseguiu um sucesso de grandeza semelhante, mas continua na ativa até hoje. As últimas notícias que chegaram foram que o vocalista, Richard, foi agredido em marcha gay na Rússia e que o mesmo pretendia candidatar-se à Prefeitura de Londres.

Site Oficial


* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *


SURVIVOR




A banda Survivor começou em 1979, com álbum homônimo, na cidade de Chicago, nos EUA. Faziam um Hard Rock consistente e talentoso, e estavam começando a ser descobertos pela grande mídia.

Foi em 1982, porém que a sorte deles mudou: foram convidados a fazer a trilha sonora do filme Rocky III! Naquele mesmo ano, foram vistos por todo o mundo, ficando por 5 meses no topo das paradas e vendendo mais de 1 milhão de cópias.

Com vocês, The Eye of The Tiger:



A banda estremeceu quando Dave Bickler sentiu-se tentado a fazer carreira solo. A banda tentou segurar, mas acabou terminando.

Jimi Jameson, ex-Cobra, tornou se o vocalista no ano seguinte e até que não deixou a peteca cair. A partir de 1988 o grupo sobreviveu de coletâneas e pequenas releituras até que, no fim de 2006, lançaram o disco Reach, tido como razoável pela crítica.

Site Oficial

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Comecei com três clássicos só pra aquecer os motores. Vem muito mais por aí, com um por semana a partir da semana que vem! Aguardem.

Banalizando cada vez mais Banal!

De volta com o Banalizando - Nostalgia!, mas desta vez com uma bombástica, interplanetária e transcedental diferença: A partir de agora, teremos também Internacionais na nossa parada de ex-sucessos!

Toda semana, às terças e quartas, teremos, respectivamente, o Banalizando Nostalgia - Internacional e o Banalizando Nostalgia - Nacional.



Deleitem-se!

Ah! E não se esqueçam de meter o bedelho nos nossos posts, sugerindo artistas, brigando pela presença/ausência de outros, do tipo: "Pô, mas esse cara tem 143 sucessos(!), tipo aquela do.... aquela...), enfim, nos ajudando a fazer um blog cada vez mais banal pra vocês.

segunda-feira, 30 de março de 2009

Descubra que você precisa ficar rico e famoso em 5 passos

É muito simples:



1) Vejamos o caso desta pessoa, que já foi assim...





2) Depois de alguma (bastante, na verdade) produção -- leia-se H2O2 (Água Oxigenada) --, ficou assim:




3) Já passou por esta situação:




4) Apesar disso, ganhou muito dinheiro e pegou esta mulher durante muito tempo:





5) Quando se cansou, largou a ex e ainda conseguiu esta:








E você achando que o estudo engrandece o homem, né Queridão?!

P.S.: Leia a última frase ironicamente.

domingo, 29 de março de 2009

Xuxa, os orgasmos e os DVDs

Após ter afirmado que dorme sem calcinha, acorda parecida com uma calopsita e tem orgasmos múltiplos, mais uma:



"Não sou cantora! Eu sou vendedora de CD e DVD!"

Da auto-intitulada Rainha do Playbackão, Xuxa, em surto de sinceridade no Altas Horas de 28/03




Aqui, em foto com ex-affair (também famoso por seu intelecto inconfundível)

quarta-feira, 25 de março de 2009

Imagem da Semana

Paris lança preservativo provocativo com o rosto do Papa Bento XVI

Coluna Semanal

E que soem os tambores! Está entrando no ar a mais nova sessão do blog!

Agora o Banalizando vai contar com sua primeira coluna semanal. A partir de hoje, em todas as quartas-feiras eu estarei aqui para desvendar os maiores mistérios da humanidade (exagero detected), respondendo perguntas, derrubando mitos, esclarecendo fatos curiosos etc.

YUHUL! Obaa!!

E na estreia (palavra que fica MUITO estranha sem acento) da coluna irei contar pra vocês a história de Inês de Castro.

QUEM????!?

Inês de Castro (foto abaixo) foi uma dama galega, nascida em 1325, filha de um dos fidalgos mais podersoso do reino de Castela: o fiel conselheiro e mordomo-mor do rei.

Hmm.. Essa carinha não me engana!

LEGAL, E DAÍ?

Daí que Inês e Pedro I, o filho do então Rei de Portugal Afonso IV, caíram na burrada de se apaixonar. Tudo aconteceu muito rápido, daquele jeitinho típico: Inês passeava com seu vestido pesadíssimo (daqueles com dezoito anáguas e que tomavam pelo menos metade do dia pra se colocar no corpo) e sua sombrinha rosa cheia de babadinhos na borda, quando avistou o bofe e jogou seu lencinho no chão. Pedro prontamente foi lá e pegou o lencinho da moça, aproveitando a oportunidade para aquela troca de olhares safadeeenha (hmm, eu disse que a carinha não me enganava).

Acontece que Inês tinha dois irmãos marombados e superprotetores, que assim que ficaram sabendo do romance foram buzinar no ouvido dos fidalgos da corte do Rei Afonso: "QUE NEGÓCIO É ESSE DE PEDRO ESTAR PEGANDO LENCINHO DA MINHA IRMÃ EM PRAÇA PÚBLICA, MEU CAMARADA?"

Os fidalgos, provavelmente um bando de baixinhos sedentários, se borraram e deram um jeito de pressionar o Rei para que exilasse a moça. Foi o que Afonso IV fez.

Mas todos nós sabemos que o amor é lindo e nada pode separar duas almas apaixonadas etc etc. Inês e Pedro continuaram se correspondendo e após a morte da esposa de Pedro, (sim, no meio dessa novela ele se casou com uma tal de Constança, mas whatever) o infante ordenou que Inês regressasse de seu exílio e os dois foram viver juntos em sua casa, o que provocou grande escândalo na corte, já que no século XIV a fofoca rolava solta não muito diferente de hoje em dia.

Aí, novela vai-novela vem, milhões de coisas aconteceram, gente morreu, gente nasceu, já estamos em 1355 e Inês já não tem mais aquele corpinho-de-dezoito. Foi então que Pedro tomou uma decisão: Estufou o peito, botou o dedo na cara do pai e disse em tom rebelde: "ESSA É A MLUHER QUE EU AMO E NADA IRÁ ME IMPEDIR DE CASAR COM ELA" (musiquinha da Lara Fabian)

Ledo engano, amigão... Ledo engano.
Quando Pedro chegou na igreja de terninho engomado descobriu que seu pai havia ordenado o assassinato de sua amada. (Pausa dramática)

No momento em que uma das aias percebeu os olhinhos de Pedro marejados, aproximou-se do príncipe e disse: "Não adianta mais se lamentar. AGORA INÊS É MORTA e nada podes fazer"

Tcha-ram! E assim surgiu o mundialmente conhecido ditado popular que certamente Ronaldo deve ter ouvido de seu assessor quando ligou pra ele chorando e perguntando COMOFAS// no dia 28 de abril do ano passado.

Fonte: Wikipedia (mas a piadinha cretina ao final é minha mesmo)





E aí? O que achou da nossa nova sessão? Elogie, critique, urre e aproveite para deixar sua sugestão de pergunta a ser respondida da próxima vez.

"Namastê!"

Banalizando - Nostalgia

Começa, a partir de hoje, a sessão Banalizando Nostalgia(!!!).

Agora você poderá saber "o que houve com aquele cara, ooo..." ou "sabe aquela banda que tocava aquela música famosona... é..." . Enfim, não se preocupe, vamos te ajudar a lembrar de grandes bandas que fizeram parte do passado e que hoje caíram no ostracismo, acabaram, continuam na ativa...

Começamos com três que qualquer jovem com mais de 18 anos vai se lembrar: Pepê e Neném, Dallas Company e P.O. Box. Não está lembrando de nenhuma delas?! De uma, apenas?! Duas?

O Banalizando te lembra, queridão!


* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

PEPÊ E NENÉM



Irmãs gêmeas, Pepê e Neném (Potiguara e Potiara) cantavam em bares e restaurantes desde os 9 anos de idade. Aos 16, fugiram de casa graças à violência do pai, passando a "cantar para viver". Foram descobertas por um empresário em 1995, Caruso, que as levou até a gravadora Virgin.

Lançaram seu primeiro CD em 1997, e em 1999 alcançaram enorme sucesso. Músicas como "Mania de Você" e "Mais uma Vez" tocaram nas principais rádios do país. Elas chegaram a ganhar Disco de Ouro (entregue pela Xuxa!) em 2000.

Com vocês, Mania de Você:



A dupla, que vendeu mais de 1.000.000 (um milhão!) de cópias, passou por diversos problemas com seu empresário, que alegam ter roubado todo o dinheiro referente aos dois primeiros (e mais importantes) trabalhos, em 2001.

Pararam por um tempo (alegando problemas pessoais) e, desde 2007, estão de volta (onde?!), com o CD Um Novo Caminho.

Como elas não têm mais Site Oficial, vai ter que ser Wikipedia e Letras.com.br mesmo:



* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

DALLAS COMPANY



Banda formada em Colatina (ES), em 1994, o Dallas Company lançou o seu primeiro CD em 1996, mas foi em 2002 que alcançou grande sucesso com a música-tema do Cowboy Rodrigo, do BBB2. Assinou com a Sony Music e chegou a fazer 110 shows em um ano.

O nome da música é Clima de Rodeio:



Quem não se lembra desse adoravelmente maçante "Alôôô, galera de Cowboooy!"?!

A banda, apesar do ostracismo frente à grande mídia, continua na ativa, agora assinando como Dallas Country.

Está com um som ligeiramente diferente: trocou, em partes, os violinos pela sanfona e tem feito versões de Edson e Hudson, Chitãozinho e Chororó, Bruno e Marrone, dentre outros.

Site Oficial

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

P.O. BOX



A banda goiana P.O. Box surgiu nas paradas de ônibus, de taxi ou de qualquer lugar que tivesse um radinho ligado nos idos de 1999, com um som que misturava pop, rock, reggae, cowntry, e por aí vai. Sua principal, pra não dizer única, música chama-se Papo de Jacaré e rendeu várias participações em programas de rádio e TV.

Assistamos:



"Por agradar toda a família com músicas bem balançadas, festivas, letras bem construídas e sem apelação vulgares, P.O Box tinha a agenda de shows lotada e chegava a cobrar 12 mil reais para se apresentar em programas de grande audiência, como o Domingão do Faustão e Xuxa Park." daqui

Após problemas internos, a banda encerrou suas atividades em 2002. Em 2004, ex-integrantes montaram a Banda Trevo, sem expressão.


* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

PS: Aceito sugestões para as próximas bandas. Já tenho uma listinha no forno, vindo por aí.

terça-feira, 24 de março de 2009

Publicidade Inteligente (3M)

Falando mais uma vez sobre publicidade (sim, eu faço, e vou puxar a sardinha sempre que encontrar coisas legais), só posso descrever como fantástica a peça realizada para a divulgação do novo vidro de segurança da empresa 3M, o Security Glass, realizada em 2006.

Com o intuito de provar ser inviolável e inquebrável, colocaram num ponto de ônibus de Vancouver, Canadá, um painel protegido por esse vidro, lotado de notas de 100 dólares (verdadeiras? Juram que sim...):


Não é preciso dizer que o resultado foi um sucesso estrondoso, que transformou uma pequena publicidade local em uma grande peça mundialmente conhecida. Além de ter mostrado que realmente o vidro era inquebrável, fez com que a população comentasse e participasse da brincadeira: não foram poucos os que tentaram, de várias formas, quebrar o vidro e ficar com o cascalho. Teve voadora, soco, cabeçada, tacadas de beisebol...

Com isso, ainda foi possível ganhar um importante espaço na mídia televisiva, internet, impresso e outros, repercussão bem superior à que os publicitários esperavam.




Ninguém, claro, conseguiu quebrar o vidro.

Agora fica a pergunta, queridão: Quem conseguiria quebrar o Security Glass?

1) Chuck Norris

2) MacGyver

3) Jack Bauer

4) Charles Bronson

5) Materazzi

6) Jeremias

7) André Luis
(ex-zagueiro do Botafogo)

8) Bruce Lee

9) Eu / Você

10) Outro (quem?)

Participe dessa fantástica enquete!